29 setembro 2010

LIBRA e os Laços de Amor


Os librianos são curiosos. Quem pensa que é fácil defini-los se enganou. E quem pensa que é fácil levar na conversa essas criaturas dóceis e amorosas se enganou mais ainda.

Com delicadas mãos de ferro, os librianos são líderes e muito donos de si.

Já percebeu como gentilmente eles deixam as decisões para os outros? E quem já percebeu que eles só aceitarão a sugestão se no fundo for o que eles desejam? Muito amigavelmente eles vão conduzindo... Até seus objetivos. E nos deixam com a linda ilusão de controle. Mas eles podem. Quem consegue ser imune a tanto charme?

Librianos são solícitos e sabem escutar. Como signo da casa 7 - a das relações, sociedades e casamentos - eles reconhecem a importância do “outro” e até se definem melhor através dele. Por isso, librianos nunca podem ficar sem relacionamentos importantes por muito tempo. Mas não se enganem mais uma vez. Eles têm reais preocupações em agradar, mas são extremamente inteligentes e em questões de ideias e ideais, não mudam de lado facilmente. Nem mesmo para agradar o papa. A perspicácia libriana é forte e diante de qualquer deslize de razão alheia, sua retórica embasada aparece para fazer com que a verdade reine. Librianos são sabidos.



É interessante observar como um signo tão racional e imparcial representa dentre outras coisas, as relações afetivas. O libriano ama amar o amor, mas paixões muito loucas e profundidade emocional desregulam forte a balança que eles têm no coração. Mais que isso, o compromisso dramático prejudica sua harmonia interna. Enquanto ideal romântico, o amor eterno de almas gêmeas é o que alimenta os filhos de Vênus. E quando encontram pessoas assim, românticas, leves e inteligentes, consideram que foram agraciados.

E de verdade foram. Mas até lá... É provável que se apaixonem justamente pelas pessoas mais loucas e temperamentais das redondezas. Afinal, quem aguentaria tanto drama como um bom e tranquilo libriano? Talvez no fundo eles tenham aquela atração inconsciente pelos opostos, aquela curiosidade por entender toda a profundidade de um sentimento visceral, mas que para eles, toma formas mais controladas e simétricas.

Quase tudo na vida de um libriano passa pela balança da proporção. Por isso são tão apaixonados pelo belo. Arte, literatura, música, beleza... E nos mais simples, pelo menos uma noção de harmonia e distinção. Quando os atributos venusianos são vividos em excesso: petulância, vaidade, orgulho, pedantismo, afetação.

Se por acaso você encontrar um libriano grosso e tosco no caminho, saiba que quem está perdido é ele. Educação e refinamento estão presentes até mesmo naqueles que não tiveram muitas oportunidades no início da vida. O senso de relações e bons tratos é nato nesses diplomatas da primavera. Mais cedo ou mais tarde, despertará ali um desejo de aprovação e uma vontade imensa de demonstrar carisma e influência.

Sempre imaginei os chefões da máfia italiana figuras  arquetipicamente capricornianas. Aquele desejo de poder material, mesclado com uma certa inadequação social saturnina mais a necessidade de controle geram ótimos Dons Corleones. Talvez daí mesmo venha o temor que inspiravam. Mas todos os chefões tinham aquela figura que “não era o dono, mas era o amigo do dono”: o conselheiro. E então, de forma indireta, esse homem inteligente e extremamente cavalheiro, se relacionava com os demais, confabulava, raciocinava e ponderava. No fim, com todo seu traquejo social e intelecto, acabava por influenciar o mais fodão das redondezas. Sempre visualizei os consiglieres como figuras librianas...
E posso garantir que é sempre bom levar em conta os conselhos desses sábios pensadores, mesmo que fazer média também seja um dos seus principais atributos.

Falando em pensar e pensamentos... É tão divertido observar como os librianos gostam de frases e aforismos! Quase sempre eles têm alguma na manga para soltar na hora certa e mais um monte anotadas e sublinhadas em algum lugar. Certa vez escutei um deles citando poeticamente essa:

“As pessoas têm que se envolver para desenvolver”. Foi como ver a astrologia brilhando plena num momento fugaz! Um libriano dizer isso é quase pleonasmo...

O que seria de Libra sem o outro lado da balança? Librianos de Sol, Lua ou Ascendente tem fome forte de companhia, mas isso não quer dizer falta de exigência. O importante é encontrar, mais uma vez, a justa medida. Quando eles percebem a dinâmica do “dar e receber”, da “lei do retorno”, do “ame ao próximo como a ti mesmo”, eles vão se aproximando do que mais buscam: uma relação de troca honesta e equilibrada.

Librianos sempre oferecem romantismo, mas até onde estão oferecendo amor? Quando notam a diferença, mágicas acontecem e flores venusianas perfumam o ambiente. Que bom, pois filhos de Vênus como eles sempre são inspirados por perfumes, flores, doces e delicadezas. Até mesmo o mais “macho" dos librianos, terá relances de refinamento e algum toque feminino que não será mais que mel para as mulheres.

Interessante notar como mulheres librianas também manifestam características do sexo oposto, mostrando certo equilíbrio (mais uma vez a palavra libriana) entre o masculino e o feminino. Percebi que o intelecto tão poderoso das librianas gera um ar implacável e auto afirmativo um pouco distante dos olhares de ressaca de Capitu e das relevâncias e compreensões da Nossa Senhora. Também nada que prejudique seu poder de sedução... A não ser que estejam tratando com aquele tipo de homem que precisa de uma dondoca dourada e plácida para projetarem sua mulher interior idealizada e fraca. Essas mulheres não. Elas são de ferro, ou melhor, de cobre!

Pensando em librianos enquanto o Sol brilha em seu signo, as imagens da união, do casamento místico, da conjunctio alquímica me vêm à mente. É tempo de sentir no ar os ventos de amor da primavera, tempo de uniões. Antes de tudo dentro de nós mesmos e depois, reflexos no exterior.



O ser (amante) humano quando conhece o outro dentro de si e aprende a amar com mais compaixão que com vontade de domínio, inicia seu caminho em direção às núpcias significativas na dimensão material. Libra, como signo que representa a parceria, nos inspira a interagir, fundir e em consequência, transformar.
Assim acontece mágica!

Magia é isso, transmutações provenientes de relações dinâmicas.

Se o solitário e sempre temeroso Ego insiste em ficar confinado em si mesmo, em exercer poder e criar dependências, nós podemos contrariá-lo um pouco investindo em relações de troca justa, nada mais libriano! Amizade antes de tudo e depois, quem sabe, entrega. Com esses ingredientes no caldeirão o fenômeno mágico está garantido. Assim, poderemos interagir conscientemente com os outros e com nós mesmos. Grande passo em direção ao significado sagrado do Amor.

Desejo aos queridos librianos um feliz aniversário e muita inspiração, para que possam ajudar a harmonizar nosso mundo com a gentileza e o romantismo que vocês tanto sabem demonstrar quando estão felizes!



"Ao ser humano não relacionado falta inteireza, pois só se pode alcançar a inteireza através da alma, e essa não pode existir sem seu outro lado, que sempre se encontra num "Tu". Inteireza é uma combinação de Eu e Tu, e estes se mostram como uma unidade transcendente cuja natureza só se pode captar simbolicamente, como nos símbolos do rotundum ou da coniunctio Solis et Lunae ( o casamento místico do sol e da lua)"
 
C. G. JUNG

6 comentários:

Anônimo disse...

Me encantó el texto y me encantó el retrato. Como libriano puedo decir que me vi muy bien reflejado y además... ¡más guapo! Gracias por tu espejo. Besos desde Barcelona.

Alice in Wonderland disse...

Que bom ler este texto. Meu filho pequeno, o Thiago, é libriano (06/10/2006, 12:19), com ascendente em Capricórnio. Pensa! Personalidade fortíssima! Beijo, saudade!

Anônimo disse...

Maravilhoso! Parece que foi eu quem escreveu. O Libriano (a) é assim mesmo, mas acho que Capitu representa muito bem uma libriana, no fundo tudo girava em torno dela. Esse estigma de "ficar sobre o muro" é a para quem acredita... no fundo é só uma social. Sabemos o que queremos.

Anônimo disse...

Geeente eu sou de libra com ascendente em capricornio, e li esse texto e me apaixonei por min mesma!!! Esse texto e totalmente diferente de qualuer outro que ja li..amei parabens ao autor!!

Anônimo disse...

Mas que coincidência, meu filho tbm é libriano com ascendente em Capricórnio e, tbmmm se chama Thiago. Ele nasceu em 2008. :)

Anônimo disse...

Ahaaa fiquei encantada de encontrar alguém do mesmo dia q eu 06/10 mas meu ascendente é Libra....Parabéns pelo seu filho és uma bênção um filho regido por este lindo signo, me chamo Manu Ribeiro.